RE - POST

Para quem não conhece, Violence Jack é um mangá criado por Go Naga - Pai do Devilman, mas se também não conhece, aguarda que vai aparecer aqui - e teve seu primeiro capitulo lançado em 1973 e concluido em 1974, totalizando 18 volumes.

Infelizmente essa perola criada com entranhas e testosterona recebeu apenas três animações - que não chamarei de OVAs.

Não gostou? Processa!

Bem, nesse OVA, conferimos um mundo que após uma catástrofe ambiental foi pra merda, e Tóquio foi para casa do carai, forçando a população a viver no subterrâneo e devorar baratas. Como se alimentar de baratas não é o suficiente, mulheres e crianças são violentados constantemente.

Claro, tudo que já é ruim pode piorar, então não demorou muito até os sobreviventes se dividirem em três facções.

Seção A: É o único lugar onde tentam viver como se ainda houvesse uma sociedade com leis.  Há até um prefeito, que apesar de não ter sido eleito (apenas assumiu o posto) tem um policial ao seu dispor, assim impõem a paz.

Seção B: Aqui é onde os psicopatas residem. São liderados pelo Mad Sauro, um gigante lunático apreciador de giroba, que dedica seu tempo a ataques a seção A, pois assim ele extravasa seu ódio pelas leis. Claro, ele é apaixonado por Blue, um transexual matador de criancinhas.


Esse é a Blue
Seção C: É onde todas as mulheres se refugiaram, pois com pouco tempo de vivencia na seção A, muitas delas foram estupradas e mortas pelos homens, que sem esperança, surtaram e atacaram as garotas. Aila, se tornou a líder das mulheres a fim de evitar qualquer ataque por parte de outras seções.

Olha, eu assisti a muitos animes com doses de violência, mas posso dizer a vocês que não havia visto nada tão violento quanto Violence Jack - Mentira, tem sim, mas para algo criado em 1988, isso foi novidade.

O foco esta presente no terror psicológico causado aos demais, o anime consegue passar isso a todo o momento. Em determinada cena, duas crianças fuçando nos destroços encontram um pedaço de mortadela ou salame, sei lá, não importa.

Começam a brigar entre si, quando chega o policial todo imponente e diz que não era para as crianças estarem ali.

Tudo certo, ele é um homem a serviço da lei, provavelmente ele vai leva-los em segurança a sua casa.

ERRADO!

Ele aplica aquilo que ele julga ser justiça, ele senta bala na criançada. Detalhe, ele já tinha um companheiro portando uma pá, pronto para enterrá-los, sacanagem né.

Crianças tratem de estudar artes marciais com Jack Chan ou Jet li o quanto antes, pois se isso realmente vier a acontecer no mundo (tudo leva a crer que vai), vocês estão perdidos.

Posso dizer a vocês que Hell City faz jus ao seu apelido, a cidade é um tremendo inferno, crianças e mulheres são vitimas fáceis.  Após a descoberta de Jack, o prefeito da seção A, tenta convencer Jack a protegê-los, pois Jack é gigante, e com uma cara de Ikki de Phoenix anabolizado e totalmente from hell (tente chutar uma moto como Jack e me digam o que acontece com seus dois pés).

A noticia a respeito de um gigante anabolizado chega até Mad Sauro, que faz uma feira onde todas as seções iriam comparecer. Com todas as seções reunidas, Aila descreve que o local é um inferno e que não é justo Jack defender a seção A, pois eles não são diferentes da seção B como procuram demonstrar.

Os homens da Seção A jogam uma mistura que adormece as mulheres, e logo em seguidas são estupradas, Aila vê o acontecido e tenta informar o policial, que simplesmente saca a arma e já dá para imaginar o que ele faz.



Chega de espoilers, caso contrario ninguém vai assistir, e acreditem vale muito a pena, apesar de toda a violência, é possível entender a proposta do criador,então já sabe, essa é uma animação que recomendo vivamente que assistam, isso se tiver estômago.

Abaixo você pode assisti-lo no YouTube com legendas em português de Portugal - de nada!






Eu adoro animações, tanto que assisto praticamente tudo o que é lançado, e admito que pouquíssimas me desagradaram, para falar a verdade eu mal lembro delas.

Bem, eu recordo de Frozen, que além das musicas serem chatas pra cacete, a unica coisa que sustentou um pouco o filme foi o boneco de neve Olaf, então estou na expectativa de um filme só dele e que não seja outra cantoria insuportável.

Ah, os criadores são o mesmo do Frozen, mas não desanimem, aqui eles acertaram a mão.

Do que estávamos falando mesmo? ah, sim Marvel!

A  poderosa Disney, é responsável por essa nova animação baseada em personagens da Marvel - que por sinal, ninguém conhecia até o lançamento do filme - Nem tente dizer que você consumia o quadrinho antes do filme, porque nem mesmo Stan Lee deveria lembrar deles, talvez o cara dos arquivos ou setor de vendas da Marvel.

A história do filme se passa em San Fransokyo, e conhecemos Hiro Hamada, um jovem gênio que aos 13 anos conclui o ensino médio, mas na falta de ter um objetivo passa seus dias lutando em robolutas clandestinas. Isso muda quando Tadashi Hamada, seu irmão, o leva até a faculdade e apresenta os diversos projetos que à por lá, assim como seus amigos: Honey Lemon, que é uma especialista em química, Fred, que é o mascote da faculdade e não entende nada de ciência, Wasabi, que é compulsivo por organização, e desenvolveu laminas de plasma. E temos a Go Go Tomago, que desenvolveu um material leve o suficiente para aumentar o ganho de velocidade, além de discos magnéticos.


Tadashi apresenta seu projeto, Baymax, um robô médico, que tem como objetivo tratar dores  ou estresse.

Decidido a entrar na faculdade, Hiro desenvolve os microbots, que são micro-robôs que podem ser manipulados conforme o pensamento do usuário devido a um controle neural.
Resumindo, Hiro é bem sucedido em sua apresentação na faculdade, mas algo acontece depois, um incêndio e Tadashi na tentativa de salvar um dos professores, acaba morrendo na explosão, mesmo com o pedido de Hiro, para que não entrasse no prédio.

A partir desse momento você é levado a um Hiro depressivo e tentando superar a perda do irmão. Acidentalmente ele desperta Baymax, que como um assistente médico, resolve ajudar Hiro, então juntos os dois embarcaram em uma aventura.

Leitor, Big Hero 6 é uma animação fantástica e mereceu receber o Oscar de melhor animação, e olha que discordo de quase tudo desse evento - Falo de você Birdman.


BayMax nos quadrinhos e na animação
Bem, Hiro Hamada, apesar de parecer maduro aos 13 anos, ainda é uma criança e lidar com a perda de seu irmão sozinho é tremenda difícil, principalmente por não entender o porque daquilo ter acontecido a ele.

Lidar com a perda de alguém que você ama é extremamente difícil, então é fácil você se identificar com o personagem, principalmente pelas alterações em sua personalidade, que com o decorrer do filme, ele passa a entender cada um dos sentimentos e como lidar com eles.

Você vai se identificar contanto que não seja a Suzane Von Richthofen, porque nesse caso, nem cem filmes com Marleys morrendo para comover.

Baymax é a peça chave para esse crescimento no personagem, assim como seus amigos, que não exitam na hora de ajudar Hiro a combater o vilão mascarado que surge. Claro, Baymax rouba a cena com todo o seu carisma e fofura. É difícil não gostar desse gorducho que parece marshmallow.

O que eu  estou tentando dizer até agora é que você precisa assistir essa magnifica animação. E não se prenda ao fato de que seus personagens são baseados em quadrinhos, pois eles estão bem distantes do que é BIG HERO 6 nos quadrinhos.

OWN!
O Big Hero 6 nos quadrinhos é extremamente diferente, principalmente sua formação que conta com o Samurai de Prata e Solaris como um de seus membros, além do Wasabi que não é americano, mas sim japonês

O Samurai de Prata é o mesmo que enfrentou o Wolverine naquele filme de merda, ainda bem que não apareceu por aqui.

Agora o que você pode fazer é  assistir a essa animação soberba e depois voltar aqui e agradecer.

De Nada!



O ano de 2015 mal começou e fomos bombardeados por diversas notícias "edificantes" como: a crise  d´água (que já se estendia), aumento de impostos, aumento da conta de energia, mudança nas leis trabalhistas e outras coisas que foram empurradas em nossos rabos a seco.

Pow, mas nem tempo para comprar lubrificante tivemos.

A parte boa de tudo isso é que já esperávamos que isso e muitas outras delicias que estão por vir acontecessem. E não entendam errado, precisamos ser gratos por vivermos em um país tão bom e com uma qualidade de vida inquestionável.

Também tivemos a triste notícia a execução do nosso compatriota Marcos Archer, um brasileiro tão bom.

Por esse motivo que criei essa lista com 5 motivos para você amar o Brasil, então não se deixe levar pelas críticas da oposição.


Nós somos privilegiado com um sistema de saúde público gratuito e com tratamento modelo, então não acredite nos horrores que dizem por ai, por exemplo a foto acima apresenta um momento de confraternização entre pacientes em plena área de espera.

Você nunca ira encontrar um momento gostoso como esse em lixos como o Sírio Libanês ou Albert Einstein, aquilo lá é um matadouro de gente.

Não sei quanto a vocês, mas se minha esposa não puder dar a luz na escadas de um hospital, então o sistema de saúde público não presta. 

Quem não quer viver em um país onde seu filho nasce radicalmente deslizando por escadas?


Nós temos uma dos melhores sistema de educação pública do mundo, basta você passear pelo facebook para identificar futuros Machados de Assis e Jorge Amados.

Bem, mas nem tudo é bom nesse país, Infelizmente o estado comete alguns erros e um deles foi essa pouca vergonha que ocorreu na redação do Enem.  Não consigo aceitar que 500 mil alunos tiraram nota zero em redação, deve ter sido um erro de quem faz as correções.

Pobre alma atormentada
Preciso ressaltar também que é uma das gerações mais trabalhadoras já existentes, enquanto eu sonhava com bonecos dos Cavaleiros do Zodíacos, a criançada de hoje em dia gasta até R$ 1000 com roupas.

Eu detestava roupas nos meus 16 anos, então eu só tenho a agradecer a essa geração de gênios que vem se formando, não duvido que a cura do câncer possa surgir no Brasil.


Eu tenho orgulho de dizer que moro em um dos países mais seguro do mundo, mas sempre tem aqueles anti-patriotas querendo dizer o contrário. Claro, só perdemos em questão de segurança para o Irã, mas é um país tão longe e pacato que as vezes esquecemos dele.

Mal sabem eles que alguns locais em nosso país possui o privilégio de ter o exercito na porta de suas casas, e depois querem alegar que a segurança pública não funciona. E se te disserem que muitas pessoas morrem por balas perdidas, saiba que isso é lenda urbana.

Agora se você é um gringo pensando em vir ao nosso país, não pense mais, pois aqui é o lugar certo para constituir uma família e ter o seu próprio negócio particular.


Eu disse logo acima que somos um país seguro, porém, as vezes alguém resolver causar uma infração boba como latrocínio, que não é frequente, mas como vivemos em um país sério, independente da gravidade do crime, o indivíduo é enviado a uma prisão sem regalia alguma.

Há uma lenda urbana de que nossos presídios estão super lotados, o que não é verdade, visto que o índice de crimes é baixo e grande parte dos detentos são reabilitados para conviver normalmente em nossa sociedade.

As vezes alguns jovens cometem crimes leves, tipo estupro e tráfico e acabam sendo levados a fundação casa, que é quase uma segunda casa a essas almas vitimas da sociedade burguesa e opressora, mas todos são recuperados e libertos na sociedade.


Um país sério, seguro e com uma economia estável só poderia ser fruto de uma política honesta e que não esta para brincadeiras.

Foram criados tantos novos empregos que as vezes era preciso desligar o meu celular, não aguentava mais agências de emprego me ligando. E ainda tem gente que diz que vai abandonar um país tão bom quanto o nosso.

Claro, existe um grupo que se dedica unicamente para criticar a atual gestão, que por sina é limpa, transparente e que trabalha exclusivamente para o povo.

Eu sonho com o dia em que outros países tenham como exemplo a política brasileira, pois eu amo o meu país e tenho certeza que eles também poderiam ama-lo.






A retrospectiva demorou dessa vez, quase dia 20 e ainda não tinha postado, só que os motivos foram os mais diversos: dores de cabeça, cansaço, estresse e porque estava jogando um pouco de Shadow of Mordor.

Pois bem, ano passado, mais precisamente em novembro eu mudei de emprego (apesar de ainda continuar na área de portaria.) depois de uma oferta de salário maior. Não pensei duas vezes em pedir demissão e partir para a nova empreitada, foco no dinheiro, pois a função é a mesma: Porteiro

Eu continuo não gostando nada dessa profissão, principalmente pelo contato direto com seres humanos.

Então você me diz  "Ah, mas você é tão anti-social", pois eu te digo: O ser humano consegue ser escroto de formas indescritíveis. Há uma linha tênue entre a boa educação e a lata de lixo que algumas pessoas sairão, e quando tu é porteiro, você lida constantemente com isso, pois a escrotidão não escolhe classe social.

Bem, mas é graças a esse trabalho que pude sair da casa de meus pais e  alugar um apartamento. Conquistei aos poucos algumas coisinhas novas, pois as antigas  foram destroçadas nas mudanças passada. Agradeço a minha namorada por estar do meu lado o tempo todo.

Não sei o que seria de mim sem ela me confortando enquanto dou chilique. Talvez eu não estivesse tão bem quanto estou hoje se ela não tivesse surgido na minha vida em 2012, que foi um ano bem merda.



Claro, eu não posso deixar de dizer que eu fiz academia (por um tempo), pois era algo que precisava, visto que engordei... talvez eu devesse ter parado, mas morar sozinho gera gastos e tive que abandonar.

O resultado é que estou mais gordo do que nos últimos 2 anos e dessa vez eu sinto (e muito) os efeitos da obesidade. Então agora é pra valer, até o fim de 2015 eu alcançarei um um peso aceitável. Sei que estou além dos 110KG, o que não é bom e sinto no dia-a-dia a diferença.

A parte boa desse ano é que Jogos foram finalizados e vocês pode conferir no texto que escrevi em dezembro, parte de um meme: O que você jogou em 2014.

A parte ruim é que passamos - e continuaremos passando, pois nada foi feito - por uma das piores estiagem que já vivi nesses 29 anos de vida.



O calor escaldante não foi o suficiente, ainda precisávamos encarar um grupo de pessoas idiotas queimando contêineres e impedindo a entrada dos moradores em seu próprio bairro.  Se não tem água nem para o consumo, você ainda faz questão de atear fogo?

Foram dias de trovões só que sem chuva - piadinha pra não deixar a referencia a Mad Max de lado.

A minha cidade sempre teve uma administração deficiente, sofremos com problemas de água desde que me conheço por gente.Só que a população daqui só resolve cobrar quando é tarde demais.

Mas não aconteceu apenas coisas ruins, rolou alguns bons momentos, tipo, eu troquei o meu notebook por um PC. Só que ele não funciona conforme devia, então investi um dinheiro e hoje posso jogar alguns games atuais.

Também participei de um processo seletivo para cursar técnico em informático no mês de dezembro, e por incrível que pareça eu fiquei entre os 10 primeiros colocados. Foi uma decisão difícil para mim, achava que pelo tempo que estou longe da escola (16 anos), talvez não tivesse chances.


Ainda acho que só passei por que a juventude esta ficando cada vez mais burra, mas isso é tema para outra postagem.

Acredito que seja apenas isso, pois 2014 foi um ano triste, por que o lema "Muda Mais" já esta em vigor e só estamos nos fudendo. 

Eu acredito que esses próximos 4 anos sejam bem difíceis, mas quero realizar coisas importantes e assim apresentar uma retrospectiva bem positiva e mais magra em 2016.



Enquanto o nosso país se preocupa com as pernas da Andressa Urach e a nova namorada do Neymar Jr, lá fora, uma empresa desenvolveu uma maquina revolucionária.

A empresa Janicki Bioenergy, quer mudar a forma como é feito o tratamento de esgoto e água no mundo. Com uma premissa ambiciosa, eles desenvolveram o Omni Processor, uma maquina capaz de transformar esgoto em água potável e fezes e lixo em biomassa, que após o processo fornece energia elétrica - Eles poderiam utilizar os comentários do YouTube e Facebook, mas a pobre Omni não comportaria tanta merda.


Oeste da África
Bem, provavelmente você deve estar pensando em qual seria o gosto da água do esgoto, então faça o favor, mantenha o foco, eu disse água potável e energia elétrica.

Em um país como a Africa e outros em que o saneamento é precário e a corrupção é maior do que no Brasil (acredite, existe pior), o Omni Processor iria auxiliar de forma positiva e amenizar o sofrimento da população que literalmente vive na merda.

O modelo S100 esta previsto para chegar em fevereiro a Dakar - Senegal, será o primeiro teste de desempenho em situação real.

Esse modelo em questão tem a capacidade de produzir até 10,800 litros de água potável por dia, e gerar cerca de 150 Kw, mas se produzido em potencia máxima a quantidade de água é reduzida, enquanto seu irmão mais novo S200previsto para 2016, produzira cerca de 86,000 litros por dia e vai gerar 300Kw de energia, sofrendo redução na produção d´água.


Sul da África
Algo tão grandioso como essas belezuras não passa despercebido, então Bill Gates, um visionário que não precisa de apresentação alguma e que já fez e ainda faz mais pelo mundo, do que você sentado em frente ao PC digitando "Ámen" pelo Facebook, apoia o projeto e foi a apresentação da Janicki Bioenergy, para conhecer e ver como a Omni funciona - Ele não só assistiu todo o processo como fez questão de provar a água no final, mesmo que de forma tímida.

Esse é o futuro "Yeah, Mr. White! Science, bitch!!"

Abaixo você confere o vídeo da visita que o Bill publicou em seu canal The Gates Notes no YouTube: