Silent Hill e Sua Continuação Intragavél 3D

Conseguiram ferrar com uma franquia que começou bem!

Por que Resident Evil é uma Franquia de Filmes Ruins

Descubra por quê você não deve assistir a essa franquia de filmes.

HORNS - Harry Potter faz pacto com o capeta!

Depois da tranqueira que foi a "Mulher de Preto" Harry Potter radicaliza ao dar vida a Ig

UZUMAKI

Esqueça Naruto e se prepare para o terror.

Filmes Pra Chorar #01

Procurando se emocionar? Então confira as dicas!

5 Jogos que Marcaram a Minha Infância

Uma pequena lista com games que marcaram a minha obesa infância.

Brothers: A Tale of Two Sons

Prepare-se para uma viajem inesquecível, mas não esqueça dos lenços!

A Possessão de Michael King

Filme de horror bom o suficiente para assistir várias vezes.

20 de jan de 2015

5 Motivos Para Você AMAR o Brasil



O ano de 2015 mal começou e fomos bombardeados por diversas notícias "edificantes" como: a crise  d´água (que já se estendia), aumento de impostos, aumento da conta de energia, mudança nas leis trabalhistas e outras coisas que foram empurradas em nossos rabos a seco.

Pow, mas nem tempo para comprar lubrificante tivemos.

A parte boa de tudo isso é que já esperávamos que isso e muitas outras delicias que estão por vir acontecessem. E não entendam errado, precisamos ser gratos por vivermos em um país tão bom e com uma qualidade de vida inquestionável.

Também tivemos a triste notícia a execução do nosso compatriota Marcos Archer, um brasileiro tão bom.

Por esse motivo que criei essa lista com 5 motivos para você amar o Brasil, então não se deixe levar pelas críticas da oposição.



Nós somos privilegiado com um sistema de saúde público gratuito e com tratamento modelo, então não acredite nos horrores que dizem por ai, por exemplo a foto acima apresenta um momento de confraternização entre pacientes em plena área de espera.

Você nunca ira encontrar um momento gostoso como esse em um hospital lixo como o Sírio Libanês ou Albert Einstein, aquilo lá é um matadouro de gente.

Não sei quanto a vocês, mas se minha esposa não puder dar a luz na escadas de um hospital, então o sistema de saúde público não presta. 

Quem não quer viver em um país onde seu filho nasce radicalmente deslizando por escadas?



Nós temos uma dos melhores sistema de educação pública do mundo, basta você passear pelo facebook para identificar futuros Machados de Assis e Jorge Amados.

Bem, mas nem tudo é bom nesse país, Infelizmente o estado comete alguns erros e um deles foi essa pouca vergonha que ocorreu na redação do Enem.  Não consigo aceitar que 500 mil alunos tiraram nota zero em redação, deve ter sido um erro de quem faz as correções.


Pobre alma atormentada
Preciso ressaltar também que é uma das gerações mais trabalhadoras já existentes, enquanto eu sonhava com bonecos dos Cavaleiros do Zodíacos, a criançada de hoje em dia gasta até R$ 1000 com roupas.

Eu detestava roupas nos meus 16 anos, então eu só tenho a agradecer a essa geração de gênios que vem se formando, não duvido que a cura do câncer possa surgir no Brasil.



Eu tenho orgulho de dizer que moro em um dos países mais seguro do mundo, mas sempre tem aqueles anti-patriotas querendo dizer o contrário. Claro, só perdemos em questão de segurança para o Irã, mas é um país tão longe e pacato que as vezes esquecemos dele.

Mal sabem eles que alguns locais em nosso país possui o privilégio de ter o exercito na porta de suas casas, e depois querem alegar que a segurança pública não funciona. E se te disserem que muitas pessoas morrem por balas perdidas, saiba que isso é lenda urbana.

Agora se você é um gringo pensando em vir ao nosso país, não pense mais, pois aqui é o lugar certo para constituir uma família e ter o seu próprio negócio particular.



Eu disse logo acima que somos um país seguro, porém, as vezes alguém resolver causar uma infração boba como latrocínio, que não é frequente, mas como vivemos em um país sério, independente da gravidade do crime, o indivíduo é enviado a uma prisão sem regalia alguma.

Há uma lenda urbana de que nossos presídios estão super lotados, o que não é verdade, visto que o índice de crimes é baixo e grande parte dos detentos são reabilitados para conviver normalmente em nossa sociedade.

As vezes alguns jovens cometem crimes leves, tipo estupro e tráfico e acabam sendo levados a fundação casa, que é quase uma segunda casa a essas almas vitimas da sociedade burguesa e opressora, mas todos são recuperados e libertos na sociedade.




Um país sério, seguro e com uma economia estável só poderia ser fruto de uma política honesta e que não esta para brincadeiras.

Foram criados tantos novos empregos que as vezes era preciso desligar o meu celular, não aguentava mais agências de emprego me ligando. E ainda tem gente que diz que vai abandonar um país tão bom quanto o nosso.

Claro, existe um grupo que se dedica unicamente para criticar a atual gestão, que por sina é limpa, transparente e que trabalha exclusivamente para o povo.

Eu sonho com o dia em que outros países tenham como exemplo a política brasileira, pois eu amo o meu país e tenho certeza que eles também poderiam ama-lo.





18 de jan de 2015

Retrospectiva 2014


A retrospectiva demorou dessa vez, quase dia 20 e ainda não tinha postado, só que os motivos foram os mais diversos: dores de cabeça, cansaço, estresse e porque estava jogando um pouco de Shadow of Mordor.

Pois bem, ano passado, mais precisamente em novembro eu mudei de emprego (apesar de ainda continuar na área de portaria.) depois de uma oferta de salário maior. Não pensei duas vezes em pedir demissão e partir para a nova empreitada, foco no dinheiro, pois a função é a mesma: Porteiro

Eu continuo não gostando nada dessa profissão, principalmente pelo contato direto com seres humanos.

Então você me diz  "Ah, mas você é tão anti-social", pois eu te digo: O ser humano consegue ser escroto de formas indescritíveis. Há uma linha tênue entre a boa educação e a lata de lixo que algumas pessoas sairão, e quando tu é porteiro, você lida constantemente com isso, pois a escrotidão não escolhe classe social.

Bem, mas é graças a esse trabalho que pude sair da casa de meus pais e  alugar um apartamento. Conquistei aos poucos algumas coisinhas novas, pois as antigas  foram destroçadas nas mudanças passada. Agradeço a minha namorada por estar do meu lado o tempo todo.

Não sei o que seria de mim sem ela me confortando enquanto dou chilique. Talvez eu não estivesse tão bem quanto estou hoje se ela não tivesse surgido na minha vida em 2012, que foi um ano bem merda.



Claro, eu não posso deixar de dizer que eu fiz academia (por um tempo), pois era algo que precisava, visto que engordei... talvez eu devesse ter parado, mas morar sozinho gera gastos e tive que abandonar.

O resultado é que estou mais gordo do que nos últimos 2 anos e dessa vez eu sinto (e muito) os efeitos da obesidade. Então agora é pra valer, até o fim de 2015 eu alcançarei um um peso aceitável. Sei que estou além dos 110KG, o que não é bom e sinto no dia-a-dia a diferença.

A parte boa desse ano é que Jogos foram finalizados e vocês pode conferir no texto que escrevi em dezembro, parte de um meme: O que você jogou em 2014.

A parte ruim é que passamos - e continuaremos passando, pois nada foi feito - por uma das piores estiagem que já vivi nesses 29 anos de vida.



O calor escaldante não foi o suficiente, ainda precisávamos encarar um grupo de pessoas idiotas queimando contêineres e impedindo a entrada dos moradores em seu próprio bairro.  Se não tem água nem para o consumo, você ainda faz questão de atear fogo?

Foram dias de trovões só que sem chuva - piadinha pra não deixar a referencia a Mad Max de lado.

A minha cidade sempre teve uma administração deficiente, sofremos com problemas de água desde que me conheço por gente.Só que a população daqui só resolve cobrar quando é tarde demais.

Mas não aconteceu apenas coisas ruins, rolou alguns bons momentos, tipo, eu troquei o meu notebook por um PC. Só que ele não funciona conforme devia, então investi um dinheiro e hoje posso jogar alguns games atuais.

Também participei de um processo seletivo para cursar técnico em informático no mês de dezembro, e por incrível que pareça eu fiquei entre os 10 primeiros colocados. Foi uma decisão difícil para mim, achava que pelo tempo que estou longe da escola (16 anos), talvez não tivesse chances.


Ainda acho que só passei por que a juventude esta ficando cada vez mais burra, mas isso é tema para outra postagem.

Acredito que seja apenas isso, pois 2014 foi um ano triste, por que o lema "Muda Mais" já esta em vigor e só estamos nos fudendo. 

Eu acredito que esses próximos 4 anos sejam bem difíceis, mas quero realizar coisas importantes e assim apresentar uma retrospectiva bem positiva e mais magra em 2016.


7 de jan de 2015

Janicki Omniprocessor: Transforma merda em água potável em 5 minutos, e Bill Gates aprova.


Enquanto o nosso país se preocupa com as pernas da Andressa Urach e a nova namorada do Neymar Jr, lá fora, uma empresa desenvolveu uma maquina revolucionária.

A empresa Janicki Bioenergy, quer mudar a forma como é feito o tratamento de esgoto e água no mundo. Com uma premissa ambiciosa, eles desenvolveram o Omni Processor, uma maquina capaz de transformar esgoto em água potável e fezes e lixo em biomassa, que após o processo fornece energia elétrica - Eles poderiam utilizar os comentários do YouTube e Facebook, mas a pobre Omni não comportaria tanta merda.


Oeste da África
Bem, provavelmente você deve estar pensando em qual seria o gosto da água do esgoto, então faça o favor, mantenha o foco, eu disse água potável e energia elétrica.

Em um país como a Africa e outros em que o saneamento é precário e a corrupção é maior do que no Brasil (acredite, existe pior), o Omni Processor iria auxiliar de forma positiva e amenizar o sofrimento da população que literalmente vive na merda.

O modelo S100 esta previsto para chegar em fevereiro a Dakar - Senegal, será o primeiro teste de desempenho em situação real.

Esse modelo em questão tem a capacidade de produzir até 10,800 litros de água potável por dia, e gerar cerca de 150 Kw, mas se produzido em potencia máxima a quantidade de água é reduzida, enquanto seu irmão mais novo S200previsto para 2016, produzira cerca de 86,000 litros por dia e vai gerar 300Kw de energia, sofrendo redução na produção d´água.


Sul da África
Algo tão grandioso como essas belezuras não passa despercebido, então Bill Gates, um visionário que não precisa de apresentação alguma e que já fez e ainda faz mais pelo mundo, do que você sentado em frente ao PC digitando "Ámen" pelo Facebook, apoia o projeto e foi a apresentação da Janicki Bioenergy, para conhecer e ver como a Omni funciona - Ele não só assistiu todo o processo como fez questão de provar a água no final, mesmo que de forma tímida.

Esse é o futuro "Yeah, Mr. White! Science, bitch!!"

Abaixo você confere o vídeo da visita que o Bill publicou em seu canal The Gates Notes no YouTube:




25 de dez de 2014

MEME: O Que Você Jogou em 2014?


Lá se vai 2014 (espero que apodreça no limbo) e parece que joguei tão pouco esse ano, mesmo sobrando um pouco mais de tempo do que tive em 2013.

Não posso reclamar, me diverti bastante e fico imensamente contente em ser convidado a participar novamente desse meme - E se você não leu o anterior basta conferir: O que joguei em 2013.

Agora que você conferiu todos os jogos awesome que joguei ano passado, se prepare para conferir a minha variada lista de 2014.


Eu sempre fui um mega fã da série animada South Park, porém, todos os games que tive contato eram terríveis, até mesmo um do Nintendo 64 que era um fps com bolas de neve (ou coco) e que tinha um controle terrível.

Não sei como aquilo conseguiu ser lançado.

Bem, posso dizer que South Park: Stick of Truth é um dos games mais divertido que joguei esse ano e nem é pelo fato de que posso atirar merda nos inimigos, mas pelo fato de que ele é um excelente RPG.

Aqui temos de tudo, customização quase infinita do personagem, boas horas de jogatina (apesar de achar um pouco curto a trama principal), homem-urso-porco e humor ácido e desbocado da série.

Se você esta procurando por um game épico e hilariante, eis o seu jogo.


Puta merda, eu nunca pensei que seria capaz de zerar um Castlevania em minha vida e não é que esse ano eu consegui.

Acredito que meu currículo gamer tende a melhorar cada vez mais conforme a idade avança, pois quando jovem e tinha tempo para jogá-los, deixei passar batido.

Obrigado emuladores Sz

Posso dizer que esse não é tão difícil quanto eu esperava, apesar de bater a cabeça algumas vezes (e recorrer aos amigos do twitter) e usar o save state, consegui passar por todos os obstáculos e chutar a bunda do Drácula.

Eu sei que você deve estar me julgando pelo save state, então vá a merda!

O jogo é foda eu jogaria de novo, mas estou empacado em outro Castlevania que provavelmente eu concluirei em 2015.


Jogar na companhia do meu irmão é algo memorável, principalmente hoje que somos adultos e as piadas são mais ácidas.

Army of Two: The Devils Cartel permitiu que pudéssemos destruir quase tudo enquanto nos sentíamos os brucutus dos anos 90 portando armas grandes.

Frases como "Carai, corre pegar a metranca e mata esses cornos" ou "Fio de rapariga vai ficar admirando a paisagem enquanto eu me fodo" eram constantes e gargalhávamos muitos - Principalmente por nossa mãe achar que estivéssemos brigando.

Apesar do jogo ter recebido duras críticas, o enredo e a jogabilidades são boas e rende muitas horas de diversão, mas isso no coop

Não acho que jogaria o single dele, até porquê nem é a proposta do jogo, então convide um amigo e divirta-se, pois vale a pena.



Olha, apesar de algumas pessoas gostarem dos jogos clássicos do Dragon Ball e a fase Z, posso dizer que esse é o melhor jogo do Kakaroto disparado.

Os gráficos são tão bem acabados que é como se você estivesse no controle do desenho animado. O humor, os Kamehameha também estão lá e mal da para acreditar  na quantidade de coisas que é possível fazer com apenas dois botões.

Os combates no melhor estilo fighting games me surpreenderam, e quase me levou a quebrar o analógico do Caanoo, devido a euforia do combate.

Eu não tive contato com o Gameboy Advanced e fico cada vez mais espantado com a qualidade que alguns jogos foram desenvolvidos.

Isso explica porque a Nintendo lidera o mercado de portáteis.



Eu nunca joguei Bioshock por mais que 30 minutos e isso o primeiro titulo, até porque sempre fui muito medroso, mas quando ao assistir o teaser de Bioshock Infinite, foi amor a primeira vista.

Apesar de não ser um grande fã de jogos fps, acabei me rendendo a esse jogo, pois os cenários são fantásticos e a liberdade ao saltar entre os trilhos em pleno céu foi uma coisa incrível.

Foram várias e várias vezes que cai dos trilhos por ficar admirando toda a ambientação enquanto saltava para não ser alvejado. E o melhor de tudo isso é que zerei esse jogo em pouquíssimo tempo - Coisa de uma semana.

O final é surpreendente e impossível de se imaginar durante toda a jogatina. Não posso me esquecer de dizer que Songbird, apesar de pouco presente no jogo, oferece um dos momentos mais tristes de toda a trama.

Bem, ao menos para mim, vai que tu é um sem coração desalmado.


Se existe um jogo que não me orgulho de ter zerado esse é o Pokemon FireRed.

Talvez se eu o tivesse jogado quando tinha meus 16 a 18 anos eu provavelmente ficaria alucinado, e não entendam como uma crítica, pois tudo tem o seu público alvo e infelizmente eu não sou ele.

Me diverti no começo do jogo, porém se a diversão é coletar os cento e poucos pokemons, então eu estou fora.

Depois que cheguei ao final só pude pensar em uma coisa "Porque diabos eu perdi meu tempo?". O final que deveria passar a sensação de dever cumprido é chato, me transmitiu raiva e sensação de vazio.

Eu não sei como funciona os demais jogos e mesmo não sendo esse público alvo, começarei outro Pokemon, só pela curiosidade, pra entender qualé a dessa franquia que a galera ama tanto.

Abaixo vocês conferem dois títulos que comecei a jogar e espero que possam me ajudar, por obsequio.


Esse eu estou jogando e apesar de ter parado um pouco com ele, posso dizer que visualmente é o mais legal.

Apesar de se distanciar do clima gótico dos seus irmãos no Snes, a dificuldade comparado a Super Castlevania IV é maior. Nada impossível, mas tem me causado mais dores de cabeça.

Esse fica para 2015, então aceito dicas.


Final Fantasy VI é um jogo que venho tentando a anos seguir adiante nas jogatinas - Nem o FF7 me chama tanto a atenção quanto esse titulo.

Comecei recentemente no emulador do Snes e o áudio bugou de tal forma que só perfurando os ouvidos para seguir adiante, então, sem o que fazer, comecei a versão do Gameboy Advanced, então me desejem sorte.

Também aceito dicas, pois vai ficar pra 2015.

Bem, essa é a minha participação do MEME: Games que Joguei em 2014 e apesar de não ter jogado tanto quanto eu queria, pelo menos em 2015 muitos games serão zerados, se preparem.

Abaixo os amigos que participaram da brincadeira:


Lugar de Nerd - lugardenerd.blogspot.com.br
Shugames - shugames.blogspot.com.br Gamer Caduco - gamercaduco.com
MarvoxBrasil marvoxbrasil.wordpress.com
QG Master - qgmaster.blogspot.com.br
Vão Jogar!: João Roberto - vaojogar.com.br
Vão Jogar!: Somari - vaojogar.com.br
Vão Jogar!: SucodelarAngela - vaojogar.com.br
Vão Jogar!: Tchulanguero - vaojogar.com.br

New Old Players - newoldplayers.blogspot.com.br
Santuário do Mestre Ryu - santuariodomestreryu.com.br 
Awesome Games - assista o vídeo clicando aqui

20 de dez de 2014

Brincando de Esconde - Esconde com o Barney (Mega Drive)


Em 1992 surgiu um programa voltado as crianças de 4 á 6 anos, intitulado de "Barney e seus amigos". O alvoroço foi enorme, sucesso absoluto, algo que se assemelha ao sucesso de Galinha Pintadinha, Peppa Pig e Xuxa para Baixinhos.

Só de lembrar sinto um friozinho subir pela espinha.

As musicas - uma melodia diabólica - causava um estado de transe assustador  nas crianças. Todas as cantavam juntos com o Barney, quando assim ele o ordenava.

Depois de alguns anos o personagem saiu da TV aberta e não tive mais notícias, até que aconteceu, enquanto procrastinava pela internet e decidi verificar a biblioteca do Mega Drive em busca de algo diferente.

Me deparei com Barney Hide & Seek e pensei "Hey, não deve ser tão ruim quanto ao programa", eu estava errado.

Selena Gomes e Demi Lovatto estão nessa foto - Te odeio Barney
O enredo é maravilhoso e digno de um Oscar: Barney convida seus amigos para brincar de esconde-esconde na floresta.

Thats it, simples e direto, chupa Ang Lee!

No comando do dinossauro purpura você precisara encontrar todas as crianças escondidas, enquanto manda beija lixeiras, abelhas, ursos, castores e borboletas que se esfregam em sua cara de forma libidinosas.

Ah, mas se isso não é o bastante para que você jogue o cartucho contra a parede, saiba que é preciso (não obrigatório) colher os brinquedos espalhados pelo cenário.

O game é apenas isso, beijos, abraços, esfregação no rosto, ainda não sei porque estou falando sobre esse jogo - É difícil não pensar que o público desse dinossauro não tenha tentado enfiar o joystick dentro do orifício nasal enquanto jogava, pois o público gamer daquela época estava ocupado demais jogando Sonic, Shinning Force e Shadow Dancer, para dar uma chance ao dinossauro púrpura.

Bem, não vou ser tão cruel, até porque eu cresci assistindo ao "O Elo perdido" então a ideia de um dinossauro que não tentasse me devorar parecia muito idiota.



E por hoje foi só essa tortura gamística, quem sabe na próxima eu não tento me aventurar nos games da Barbie.



17 de nov de 2014

5 Jogos que Marcaram a Minha Infância


O meu grande amigo Nesbitt do canal NesbittTV e Retro News Forever me convidou a participar de um MEME do YouTube " 5 Jogos que Marcaram a Minha Infância.". Primeiramente pensei na possibilidade de participar produzindo um vídeo, mas infelizmente o tempo livre não colaborou, então trago a minha participação em texto.

E se não gostou pode voltar para o YouTube - SEU BOBO!



O primeiro jogo que tive o prazer de jogar no Master System foi Alex Kidd, mas posso dizer que Shinobi foi o que mais marcou.

Primeiramente porque na época eu era vidrado nos filmes do Bruce Lee e American Ninja, assistia sempre que passava na TV, pois levou algum tempo até comprarmos nosso primeiro vídeo-cassete.

Agora pense em um gordinho que era louco para fazer acrobacias, mas nunca o fez devido a ausência de coordenação motora, e medo de causar abalos sísmicos. Obviamente que no game Joe não faz acrobacias, só que na minha cabeça ele fazia muito mais. - Principalmente nos momentos em que estava sozinho e começava a falar por ele.

Bons tempos!

Meu tio e eu jogávamos a exaustão esse game, mas nunca o finalizamos juntos, o que foi uma pena. Atualmente comecei a jogá-lo novamente e se você quiser conferir o gameplays, basta clicar no banner do Joe Mushashi.



Depois de entrar no mundo dos games com o Master System, recordo que tive um pouco de preconceito quando meu pai apareceu com um Atari em casa. 

De início fiquei extremamente empolgado, pois eu queria um videogame, mas depois ao descobrir que não poderia jogar nenhum dos games que já tinha jogado, fiquei um pouco triste.

Criança não tem jeito, nunca fica feliz!

Claro, a tristeza só durou o tempo dele alugar cartuchos na sexta-feira, um ritual muito comum nos anos 90. E recordo até hoje que pagamos 60 centavos por cartucho locado, já que o Atari não era mais sensação.

Foram noites e mais noites jogando a família toda, sem parar e que por sinal até relatei uma delas em um texto especial - A Noite do Atari.


Metal Gear Solid foi o primeiro game "adulto" que zerei jogando sozinho e lembro até hoje a sensação de progredir na jogatina sem revistas. E olha que o cara da videolocadora até insistiu que eu levasse o detonado.

Coloquei o dicionário embaixo do braço, acomodei o traseiro de forma confortável em frente a televisão e passei o final de semana todo jogando sem parar - Mentira, minha mãe ameaçava me surrar se eu não desligasse o vídeo game.

Foram vários domingos com minha família reunida na sala conversando enquanto eu acabava com a raça de Liquid Snake e seus amiguinhos.

Odin do céu!! Eu amo esse game!


D foi o primeiro game adventure/horror que conheci no Sega Saturn, mas foi o primeiro a trazer um pouco de suspense as noites de jogatina em família.

O game não tem save, então nos divertíamos muito com minha mãe socando e beliscando meu pai a cada tela de game over. Lembro que os puzzles era um pouco complicado, principalmente para meu pai que nunca fora chegado em games com essa pegada.

Esse é um game que apesar de EU não ter jogado, mas sim, ter sido co-piloto do meu pai, acabou por me marcar muito, então ele merece o lugarzinho nessa lista.


King of Monster é um dos games que meu irmão e eu jogamos muito, não só por ser um beat´n up, mas porque seus personagens são gigantes.

Quando se é criança e gosta de Godzilla, Spectreman e Jaspion, jogar um game em que os mocinhos são criaturas gigantescas é de encher os olhos. Claro, eu já tinha experimentado o game do Ultraman, que era uma merda, então agradecíamos a Izanagi por essa benção de cartucho como opção.

Lembro

Um fato não importante é que quando comecei a fuçar pela internet, usava diversos pseudônimos, como DarkBoy, SadClown,  mas quando decidi criar um blog sobre games, na hora pensei no gorila robô Cyber Woo, que era o meu personagem favorito.

É, eu disse que não era interessante.

Fiquem com o gameplay desse jogão feito pelo canal World of Longplays.


Até a próxima.

28 de out de 2014

Horns - O Pacto (2014)


Depois de ter me surpreendido com a chatice que foi a Mulher de Preto, que assisti unicamente para ver o Radcliffe em algo diferente. Foi um prazer imenso assistir Horns e não lembrar de Harry Potter

O filme é baseado em um livro escrito por Joe Hill, filho do famoso mestre do horror, Stephen KING. O que já significa algo, mas não encoraja, visto que adaptações são espadas. 
Não entendeu? 

Lembre-se de Código D' Vinci, um livro bom que se tornou um filme chato, mas esqueçamos Dan Brown, focaremos em Ig Perish, protagonista do filme. 

O cara esta sendo acusado de ter matado a própria namorada. Apesar de alegar inocência, todos a sua volta acreditam que ele é o culpado. Constantemente é acusado de monstro, capiroto e maníaco do parque, o que não deve tornar a vida fácil, então como qualquer boa alma atormentada, Ig tira uma  noite pra encher a cara e blasfemar o nome de Jesus e família.

Depois de ficar extremamente bêbado, corre para floresta onde o corpo de sua amada havia sido encontrado. Lá, escondido nas sombras, assiste uma homenagem a sua falecida.

Enraivecido por todos o acusarem, ele resolve descontar a raiva destruindo alguns presentes e imagens de santos deixado no local, até urina em algumas delas. 

Um ato que fez grande parte da Noruega ovacionar. 

Depois de urinar e blasfemar, uma amiga o surpreende por trás. rola abraços, choros e na manhã seguinte, ele acorda nu pela manhã.

Em meus tempos de solteiro, isso NUNCA me aconteceu. Sempre acordei vomitado, mas mulher do lado, nem o perfume no travesseiro. 

Ficção, humph!

Bem, como pude me esquecer, agora ele tem chifres. Na boa, chifres são legais e cool - as cabeçadas alcançariam outro nível.


Ig de inicio acredita que os chifres sejam a vodca Balalaika da noite passada brincando com sua mente. Então pergunta a colega de rala e rola, se vê algo diferente nele. 

Ela diz que vê chifres e volta a atenção para uma caixa de donuts. Estranhamente ela passa a revelar as intenções maquiavélicas para com os donuts, então pede permissão para devorar as rosquinhas e parte da mobília. Ig acha estranho, mas prefere não questionar a garota, saindo do local e seguindo para a casa dos seus pais.

Parece um bom filme? Sem dúvida!

O filme é extremamente divertido, talvez um pouco lento em seu início, mas não desaponta em nenhum momento. Minha unica reclamação é o fato de que não fazem muito mistério algum para entregar quem é o assassino, pois ele praticamente é jogado na sua cara logo no início.



Algumas situações em que Ig se envolvem são de tirar gargalhadas, porém, o filme não perde o foco em momento nenhum, sempre centrado no sombrio e misterioso.

O final é surpreendente, reconheço que algumas lágrimas brotaram em meus olhos.

Não há mais o que dizer, convide sua garota para assistir ou se você esta solteiro compre um lanche monstro, coca-cola (não, eu não sou patrocinado) e apague as luzes, pois você vai passar bons momentos com esse filme.

3 de out de 2014

Eu Não Tenho Boca e Devo Gritar - Harlan Ellison


Os livros são maravilhosos, possuem o poder de nos transportar para um mundo diferente, surreal, nos possibilita vivenciarmos aventuras que nunca tenhamos sonhados.  Claro, quando digo isso me refiro a bons autores, mas tem aqueles que conseguem até mesmo destruir a imagem de personagens históricos como lobisomens, vampiros e zumbis.

Cara, isso é muito triste, mas...

Seja bem-vindo a mais uma dica de livros, pois eu sou um cara que gosto muito de ler e apesar das besteiras que digo constantemente twitter. Então para provar que sou ao menos 5% culto e inteligente, ou não.

O livro que vou apresentar a vocês foi escrito por Harlan Ellison, escritor americano nascido no ano de 1934, e considerado um dos grandes nomes da ficção cientifica e horror, que infelizmente nunca teve seus livros traduzidos para nossa língua.

Mas não fiquemos tristes, pois se você é pessoa persistente, provavelmente conseguiu ler algumas coisas, mesmo em inglês.  Claro, sei que é difícil, mas com um pouco de esforço e noção básico da língua acabamos por entender, além de expandir nosso conhecimento.

Agora falemos do que interessa, hoje apresento a você um dos livros mais legais que tive o prazer de ler.



O livro foi publicado pela primeira vez em 1967 na edição de março da revista  IF: Worlds of Science Fiction. A história se passa 109 anos após a destruição de toda a raça humana, exceto por quatros homens e uma mulher.

O motivo da extinção da raça humana se deve ao fato de que a guerra fria se tornou uma nova guerra mundial e a fim de torna-la mais eficiente, China, União Soviética e Estados Unidos criaram supercomputadores, porém um deles se torna auto- consciente e absorve os outros computadores. Tornando-se um, despeja todo o ódio na humanidade.

O ódio que AM tem pela humanidade é imensurável, para exercitar seu ódio, mantém cincos pessoas viva, só para tortura-las fisicamente e mentalmente. Não sabemos se há prazer por parte de AM, mas Ted, um dos sobreviventes mais jovens e o narrador da história, levanta essa questão diversas vezes no livro.

A história tem inicio quando Nimdok, conta ao resto do grupo sobre a possível existência de comida enlatada em um dos grandes complexos de AM. O grupo vive em um complexo subterrâneo dentro supercomputador, que é narrado como algo gigantesco e sem fim.

O grupo estava faminto e não comia há muitos meses, logo não rejeitaram muito a ideia de se aventurar pelo complexo.

O interessante é que AM tortura os sobreviventes constantemente e de todas as formas possíveis e não deixa com que nenhum deles morra no processo ou mesmo que se suicide. Todos eles possuem a idade que tinham quando capturados, a maquina os fizeram quase imortais, só para poder curtir com a dor deles.

Ted, o narrador é o que mais choca o leitor, pois ele é uma mistura de razão e paranoia, ainda se julga mentalmente instável pois cita o tempo todo AM, fez o possível para transformar a personalidade cada um, exceto ele. Mas vamos falar um pouco sobre outros integrantes, começando com Ellen, a única mulher do grupo. Conta a todos que era virgem e  sua primeira relação sexual aconteceu pouco antes da humanidade ter sido dizimada. AM a tornou uma pervertida e é constantemente estuprado pelo grupo.

Gorrister era um idealista e pacifista, mas se tornou indiferente e apático, ele costuma contar como tudo aconteceu a Benny, que alias, era um cientista, mas fora torturado e modificado por AM, a ponto de se tornar um gigante símio com uma enorme GEBA (Pênis, Ui!). Motivo pelo qual Ellen apesar de transar com todos do grupo, só consegue obter prazer com Benny e isso fez com que ela se apaixonasse por ele.

Sacanagem hein! mas...

Benny acabou por se tornar um animal e podemos dizer que é a bomba relógio que o grupo tem. Nimdok, como disse anteriormente é o mais velho do grupo e muitos suspeitam dos motivos de AM isola-lo do grupo em alguns momentos e sempre voltar estarrecido e perturbado, poucos se sabe sobre ele.

O livro contém 12 paginas que você vai devorar em minutos e eu recomendo vivamente a sua leitura.

Tentei não soltar nenhum spoiler a respeito do seu desenrolar. Também ressalto que há um game sobre o conto e com o próprio Harlan Ellison dublando AM. Fico sensacional, sério, ele tem uma voz de psicopata.



O roteiro do game também foi escrito pelo próprio autor então, recomendo a jogatina do game, pois ele complementa diversas dúvidas deixadas no livro. O game tem todo o mistério e clima de horror contido no conto, não deixem de conferir, já que o game se encontra no limbo e de grátis.

Vocês devem estar se perguntando "Cyber, onde eu encontro o livro?" Calma meu caro amigo, basta enviar um email para arquivosdowoo@hotmail.com.br que envio o livro para você.

Não, eu não estou vendendo.
Postagens mais antigas → Página inicial

BROTHERS!

RPG PLAYERS